Amplificando Magias com Pontos de Fadiga – Old Dragon

Amplificando Magias com Pontos de Fadiga – Old Dragon

Amplificando Magias com Pontos de Fadiga – Old Dragon

Amplificando Magias com Pontos de Fadiga – Old Dragon

Saudações aos amigos do Moostache. Algum tempo atrás publicamos aqui no Moostache uma regra opcional para Pontos de Fadiga para os magos no Old Dragon. Apresentamos hoje uma regra para amplificar as magias usando os mesmos Pontos de Fadiga. E como bônus, uma versão caprichada em PDF do post dos Pontos de Fadiga preparada pelo colega Jonas Picholaro. Espero que gostem!


Como dito no post dos Pontos de Fadiga: “Usando PdF (Pontos de Fadiga), o mago pode “forçar” o seu corpo a lançar mais magias do que seu limite diário permitiria”. Mas e se além disso, os PdF permitissem também que o mago conjure magias mais poderosas do que o seu nível permite? Vamos oferecer exatamente isso para suas mesas de Old Dragon, uma regra opcional para uma regra opcional (ruleception?). É uma regra bastante simples, conforme poderão observar.

O que significa amplificar uma magia?

As magias do Old Dragon contém algumas características importantes, tais como se a magia é arcana ou divina, a qual círculo de magia a mesma pertence, seu alcance, sua duração e uma descrição dos seus efeitos. Amplificar uma magia significa aumentar o alcance, duração e efeitos da magia. Isso é realizado através de um custo em PdF. De forma simples, dobrar uma das características da magia custa o dobro dos pontos em PdF. Dobrar duas características custa o tripo e dobrar três características custa o quádruplo. Como exemplo, peguemos a magia Sono. Ela é um feitiço de 1° círculo, tem alcance de um raio de 3 metros + 1 metro por nível, duração de 10 minutos + 1 minuto por nível e afeta 1d4+1 dados de vida a cada 5 níveis do mago. Conjurar essa magia custa 1 PdF. Se quisermos amplificar seu alcance, usaremos 2 PdF para conjurar a mesma, porém com um alcance de (3 metros + 1 metro por nível) multiplicados por dois. No caso de um mago de segundo nível, isso equivaleria a 5 metros vezes 2, que seria igual a 10 metros de raio. O mesmo se aplicaria à duração (24 minutos) e aos dados de vida (1d4+1 vezes 2).

Porém, existe um risco que essa amplificação de magias cause efeitos indesejados ao mago. A cada amplificação de magia, deve ser rolado 1d20. No caso de um valor 1 ou 2, a amplificação sai pela culatra e o mago recebe 1d4 de dano por nível que possuir. Se o personagem for um mago de quinto nível, e falhar na amplificação, perderá 5d4 PV. É permitida uma jogada de proteção ajustada pela SAB para diminuir o dano à metade.

spellcaster

Casos Específicos

Como regra geral, o mestre decide nos casos em que não for possível apenas dobrar alguma das características, podendo até ditar que uma certa amplificação não pode ser efetuada. Nos casos em que o alcance da magia for “toque”, o mestre pode permitir que a a magia seja conjurada mesmo a distância. Sugerimos nesses casos, um alcance de 1 metro por nível de personagem.
Para magias de duração “instantânea”, o efeito da amplificação pode ser, sempre a critério do mestre, a possibilidade de retardar o momento da ativação da magia, permitindo que uma magia possa ser acionada depois de um determinado tempo. O mago poderia retardar a magia em até 1 minuto por nível. Sempre lembrando que o mago é o ponto de onde a magia vai se irradiar. Caso o mestre deseje, pode permitir a criação de armadilhas com esse recurso, desde que o mago imbua algum item com a magia a ser ativada posteriormente, normalmente uma jóia valiosa.

Fadiga-para-Magia-Arcana

Versão: 12 de maio, 2015 ▪ Autor: Thiago Righetti ▪ Páginas: 7 pág(s) ▪ Downloads: 305

Versão em PDF do post sobre Pontos de Fadiga

 

Download - 677.2 KiB

 

 


Thiago Righetti

Começou no RPG em 1995, parou de jogar na época do D&D 3.5 e agora redescobriu os prazeres deste delicioso hobby graças ao Old Dragon.

Posts Recentes: